Redescobertas ao Som de uma Pandemia

Tou triste, claro que tou…

Respiro mal p’ra caraças por detrás desta máscara S quando devia ser XL.Tive que optar por luvas tipo látex (que me fazem lembrar preservativos masculinos embora estes sejam mais fininhos) tamanho L quando deviam ser XXL…

E lá fui à mercearia neste estado. Tinha que ir pá, eu como, né? E bebo, né? Após 2 meses é natural que o stock tenha baixado e lá fui eu, ao comércio tradicional, aqui ao lado de casa. Comércio tradicional, UAU, que coisa d’outro mundo. Bem, está a ser a parte boa desta pandemia, redescobrir o pequeno comércio. Que cena, pá… Quase choro !!

E fiquei nervoso. Hey pá, fico stressado quando vou ao pequeno comércio. Sei lá, é tudo tão pequeno. Nem sei onde estão as coisas, perco-me. Desoriento-me e pronto, tou sempre a perguntar às pessoinhas queridas, que estão ali cheias de atenção ao que estamos a fazer, onde estão as coisas. Não tou habituado, pronto. É espaço a menos, quantidades a menos e pronto, fico naquela que nunca têm o que preciso…

Mas tou a curtir N (lê-se CURTIR ÉNE e quer dizer tou a curtir muito, paletes). Acho que o Continente quase vai perder um cliente. É que esta adrenalina de ir a uma mercearia, a um talho, a um pão quente, pronto, tá a entranhar-se no corpo e a criar infeção. Só é pena eu respirar mal p’ra caraças debaixo desta máscara tamanho S quando devia ser XL… E as mãos suam p’ra caramba debaixo do látex que sempre me fazem lembrar a “camisinha” com a qual sempre tive uma relação difícil…

Tou triste, claro que tou…


O mascarado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.