P’las Chinas…

Shanghai[1] é toda ela um enorme sinal exterior de riqueza. Clara intenção dos Chineses mostrarem ao mundo o quão poderosos são. O quão melhores que o USA são. O quanto o mundo os deve temer[2]

E o mundo vai lá. Tremenda a quantidade de ocidentais que por lá se vêem. Hoteis super luxuosos. Restaurantes super luxuosos. Centros comerciais faustosos onde se enocntra de tudo. Fartas avenidas percorridas por topos de gama em forma de carro. Imponentes viadutos de muitos, muitos quilómetros. É isso, um tremendo chega para lá a todos aqueles[3] que afirmam à boca cheia que China e Qualidade são incompatíveis.


Shanghai (China) noturna.

Pena é o calor que estava. A poluição que impede de ver o azul do céu. A extrema dificuldade de comunicar com os locais porque na escola não se aprende outra língua que não seja Chinês. A algazarra que é quando os Chineses falam entre eles e que faz parecer que eles estão sempre zangados com o mundo[4]. A complexidade aparente com que executam tarefas simples. A pouca beleza e quase nula sensualidade da mulher chinesa. A vigarice tipo cigano do Chinês sempre à cuca de estrangeiro incauto…

Mas vale a pena visitar porque ficará inesquecível[5]

  1. Que muitos Portugueses/Brasileiros designam por “Xangai”.
  2. Nós nada temos a temer, mesmo que esta cidade possua uma população três vezes superior à de Portugal.
  3. Incluindo eu…
  4. E eu que achava que Italianos é que eram os campeões mundiais do quebra-tímpanos…
  5. A parte boa de visitar algo tão grande assim é que de cadaz vez que lá vou tem sempre coisas novas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.