Nós E As Gajas

Estava aqui a pensar que em Portugal a proporção entre homens e mulheres é de praticamente 1:1.

Ou seja, as mulheres andam a morrer muito ou a nascer pouco. Sim, isso. Há uns poucos anos havia umas 5 ou 6 mulheres para cada homem. Era, há umas décadas. Agora, o que nos pode salvar de ficar sem mulher são os “gays”. O problema é que elas também estão a ficar do lado de lá porque acham o homem… Porco!

Bom, preciso de fazer um estudo aprofundado sobre as hipóteses de acasalar. Com eles a preferirem eles e elas a preferirem elas, muito provavelmente vou ter que me dedicar à… Culinária. Ou à venda de jornais num quiosque bem posicionado na cidade onde possa servir um cimbalino e um pastel de nata ao cliente enquanto ele decide se vale a pena comprar o jornal, depois de o ler todo.

Este mundo capitalista é de doidos. As gajas já nem querem ter filhos e o que mais procuram é uma bela duma tatuagem no sitio que a amiga mais aprecie. Ou um belo dum piercing num lugar que eu como homem não possuo mas que mesmo assim me faz fechar e contrair as pernas…

Afinal de contas, eu ficaria contente com uma gaja das antigas mas… Hoje em dia é proibido ser antigo.

I love myself, who else?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.