Ilumina-me

…nesses muito frequentes momentos em que parece não existir o caminho certo. Nesses momentos onde o amor é apenas uma miragem num deserto de sentimentos. Nessas horas em que as lágrimas parecem ser o único alívio. Enquanto atravessando longos minutos de solidão forçada. Durante hesitações ocasionais sobre arrependimentos. Enquanto corroído pela frustração. Esmagado por vazios sem fim. Silêncios indesejados…

Que os deuses estejam contigo…

Em Português

Gosto de ti como quem gosta do sábado
Gosto de ti como quem abraça o fogo
Gosto de ti como quem vence o espaço
Como quem abre o regaço
Como quem salta o vazio
Um barco aporta no rio
Um homem morre no esforço
Sete colinas no dorso
E uma cidade p’ra mim

Gosto de ti como quem mata o degredo
Gosto de ti como quem finta o futuro
Gosto de ti como quem diz não ter medo
Como quem mente em segredo
Como quem baila na estrada
Vestido feito de nada
As mãos fartas do corpo
Um beijo louco no Porto
E uma cidade p’ra ti

Enquanto não há amanhã
Ilumina-me
Ilumina-me
Enquanto não há amanhã
Ilumina-me
Ilumina-me

Gosto de ti como uma estrela no dia
Gosto de ti quando uma nuvem começa
Gosto de ti quando o teu corpo pedia
Quando nas mãos me ardia
Como o silêncio na guerra
Beijos de luz e de terra
E num passado imperfeito
Um fogo farto no peito
E o mundo longe de nós

Enquanto não há amanhã
Ilumina-me
Ilumina-me
Enquanto não há amanhã
Ilumina-me
Ilumina-me

In English

I like you as those who like Saturday
I love you as one who embraces the fire
I like you as who overcomes the space
As anyone who opens the lap
As anyone who jumps the gap
A boat docks on the river
A man dies in effort
Seven hills on the back
And a city for me

I love you as one who kills the exile
I love you as one who dribbles the future
I love you as if one says not to be afraid
Like who lies in secret
As one who dances on the road
Dress made of nothing
The hearty hands of the body
A mad kiss in Porto
And a city for you

While there is no tomorrow
Enlighten me
Enlighten me
While there is no tomorrow
Enlighten me
Enlighten me

I love you like a day star
I like you when a cloud begins
I love you when your body asked
When in my hands was burning up
As the silence in the war
Kisses of light and land
And in an imperfect past
A hearty fire in the chest
And the world far away from us

While there is no tomorrow
Enlighten me
Enlighten me
While there is no tomorrow
Enlighten me
Enlighten me

por Pedro Abrunhosa
“Ilumina-me”, in Coliseu do Porto(live), © 2011
Legendas em inglês traduzidas e criadas por Zé Barbosa[1].
  1. Legendas criadas pela aplicação freeware Subtitles Edit que pode ser encontrada aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.