Esta Coisa Da Páscoa

Constato que nada tenho a dizer. Amêndoas que me estragam os dentes, ovos de chocolate a que resisto sem saber porquê, porque eu até gosto muito de chocolate, e o pior de tudo, gente que me deseja “santa e feliz Páscoa”…

Nunca celebrei a morte de ninguém, tivesse sido alguém positivamente importante na minha vida ou alguém por quem nutrisse um qualquer sentimento perto do ódio, coisa que realmente nunca senti por ninguém. Celebrar a morte não faz sentido. Simular a subida do calvário não faz sentido. Acreditar que alguém ressuscitou não faz sentido.


Gin tónico.

Prefiro pegar um copo que ganhei com os pontos do Continente, juntar umas bagas de zimbro, umas borrifadelas de sumo de limão natural, umas pedras de gelo feitas naqueles saquinhos Vileda, gin, água tónica Schweppes sem lhe tirar o gás e… Voilá! A bebida mais refrescante do mundo. Depois? Meia de computador a fazer algo que me apraz, tecla aqui, gole acolá e pronto. Mais um post…

Que os deuses nos acompanhem neste calvário…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.