Ei, Ei, Levanta-te

Para mim, um incondicional fã dos Pink Floyd desde a minha adolescência, é uma forte comoção ver os sobreviventes desta banda levantarem-se, após longo período de inatividade artística, para apoiarem quem muito de nós precisa: a Ucrânia. E desse ato bondoso nasceu a “Ei, ei, levanta-te” em colaboração com um cantor ucraniano, Andriy Khlyvnyuk. Bem haja, gente boa esta…

Dos quatro músicos que iniciaram os Pink Floyd em 1965, apenas David Gilmour (76 anos) e Nick Mason (78 anos) fazem parte atualmente da banda com esse nome, já que Richard Wright (músico) já faleceu (em 2008) e Roger Waters (78 anos) está vivo mas ainda muito zangado com os seus companheiros de banda. A banda já não lançava nada há 28 anos mas valores mais altos se levantaram e aí estão eles a dar mais valor a este mundo com aquilo que melhor fazem, música.

Hey, Hey, Rise Up!” é um aproveitamento e adaptação de uma música popular ucraniana, “Ó, o Viburno[1] Vermelho na Planície” (apenas uma parte), e destina-se a angariar fundos para ajudar a Ucrânia nestes tempos crueis em que estão a ser vítimas da crueldade inata dos russos, repito, dos russos, e para os quais bem precisam de ajuda, seja ela qual for, na forma que for. Ora, a letra deste tema é em ucraniano pelo que não garanto que a tradução para português a que me prestei, que faz parte do vídeo-clip aqui abaixo, tenha sido feita com o rigor necessário. Dei o meu melhor, vou comprar o single que foi lançado hoje[2], apreciar a minha banda favorita de sempre e torcer para que a Ucrânia saia desta agonia o mais depressa possível…

Obrigado, Pink Floyd, por mais este trabalho de mestria…

Tema do video-clip: “Hey, Hey, Rise Up!”.
Original de Pink Floyd in single com o mesmo nome, © 2022
Legendas em português por ZéBarbosa.
  1. Um arbusto de origem asiática com flores de forte fragrância que é muito usado na decoração de jardins. Também há quem lhe chame “rosa-de-gueldres” (Viburnum opulus).
  2. Pode ouvir aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.