Leio, Logo Talvez

A ignorância é, sem dúvida, uma arma não letal muito usada por pequenas forças dominantes em pequenos ou grandes contextos totalitários. Mas o que é um facto é que mantermo-nos na ignorância, quais “Homo ignorans” assim um pouco na onda do “A ignorância é uma benção!” ou de “Se desconheço, não serei responsabilizado!”, é efetivamente um garante de alguma proteção individual. Sim, concordo, a ignorância

Brevemente

Sim… Brevemente saberemos quem somos. Brevemente saberemos para onde vamos. Brevemente saberemos donde viemos. Brevemente saberemos ser bons. Brevemente saberemos estar bem. Brevemente seremos compreendidos. Brevemente nos esforçaremos para compreender. Brevemente deixaremos de só falar para poder ouvir. Brevemente seremos ouvidos. Brevemente o conteúdo prevalecerá sobre a forma. Brevemente faremos em vez de fazermos de conta. Brevemente respeitaremos o planeta em que vivemos. Brevemente respeitaremos

A Escola, O Fim

Encontrei esta relíquia a vaguear pelo YouTube. Alguém se lembra destes roqueiros de cabelos longos e túnicas à jesus cristo (como eu usava)? Nem por isso né? Em 1979 só existiam mesmo os que são os velhotes de hoje e que estão desaparecendo à conta da nenhuma atenção que se presta aos velhotes neste país… Bom, eu lembro-me bem. A malta, nas típicas festas de

As Horas Do Carago

Hesitação, medo, fugas para a frente, para trás, para os lados, para qualquer lado quando se pode ou para lado nenhum quando não se pode. Arrogância, convencimento, petulância, irritação, intolerância, oscilantes gesticulações, incontroladas tremuras,… Fugas para a frente, para trás, para os lados, para qualquer lado quando se pode ou para lado nenhum quando não se pode… Se se está bem, clama-se. Se mal, reclama-se.

In Veritas Veritatis

Não, Latim não é a minha praia mas isto, “In Veritas Veritatis”, fez-me lembrar “Em verdade em verdade vos digo”, preâmbulo usado amiúde nas parábolas do cidadão Jesus Cristo, de quem disseram que viria para nos salvar de nós próprios. Hélas, porque apesar de Ele pregar por aí fora “Acredita, tu és capaz, tu és brutal”, afinal não estamos salvos e pelo andar da carruagem

1 2 3 8