Bebida de Gaja

Assim a modos que “gaja só bebe coisa doce ou afim”! Bom, elas aguentam muito pouco o alcool, é verdade. Não há volta a dar, é uma questão ADêéNica…

Vamos então pegar num espumante barato. Sim, quando se trata de misturas, esqueçam. Misturar champanhe (que pelo nome, só pode ser Francês e caro) com qualquer outra coia, é idiotice. Tal como misturar um belo whisky de malte com coca-cola, uma abstroncidade sem nexo nenhum, absolutamente. Peguemos então num espumante Portuga dos baratuchos. Compremos um “Crème de Cassis” do bom. Sim, aqui tem de ser do bom porque se não for do bom estamos mal. Aliás, nem sequer é uma bebida muito conhecida. Pelo menos em Portugal. Então vamos lá. Um espumante barato, de preferência bruto. Encha o seu flute menos um bocadinho. Esse bocadinho que não vai encher, é para o crème de Cassis. Isso, este licor vai dar ao sue espumante um sabor doce e de… Cassis! Trata-se de um licor colorido que o vai ajudar a dosear a sua mistura “espumante com crème de Cassis”. Quanto mais intensa a cor, mais doce. Mais saberá a Cassis e menos a espumante. Doseie a gosto numa de tentativa e erro.


Crème de Cassis.

É uma mistura deliciosa. Refrescante porque todo o espumante deve ser servido bem “gêladjinho” e com muita espuminha a querer saltar pelo copo fora tal e qual peito de peituda adolescente a querer saltar pela camisa fora. E sim, é bebida de menina. Que eu gosto, embora de menina pouco tenha. Que bebo amiúde. Que me apraz. E que me faz pensar que para beber, basta gostar. Beber é assexual, embora mulher, confirma-se, aguente pouco o alcool. So what? Eu bebo quase tudo, desde o whisky até à coca-cola que, na minha juventude de pensamentos indefenidos, cheguei a chamar de “água suja do imperialismo norte-americano”. Boaaaa! Eu era idiota mesmo, mas… Não somos todos, naquela idade?

Cheers…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.