A Escola, O Fim

Encontrei esta relíquia a vaguear pelo YouTube. Alguém se lembra destes roqueiros de cabelos longos e túnicas à jesus cristo (como eu usava)? Nem por isso né? Em 1979 só existiam mesmo os que são os velhotes de hoje e que estão desaparecendo à conta da nenhuma atenção que se presta aos velhotes neste país…

Bom, eu lembro-me bem. A malta, nas típicas festas de garagem, ficava logo em sentido só ao ouvir a harmónica. Era uma coisa que nos percorria o body dos pés à cabeça e ficavamos logo a perceber que estava a começar uma das músicas mais icónicas da minha geração, School dos Supertramp. Estava então na moda, o muito querido questionamento ao poder das escolas sobre a formatação dos jovens, numa época em que o movimento hippie, o tal do “peace & love” ou “paz e amor”, tinha um grande impacto nas carolas da malta jovem desse tempo, dotada de uma grande tendência para ser positivamente irreverente…

“O professor diz-te para parares de brincar, focares-te no estudo e seres como o João Bom-Demais, que nunca se desenfia…” (tradução livre de minha autoria) é uma frase do caraças, não é? Tão anos 70, não é? Assim muito ao nível do “não precisamos de educação, não precisamos de controlo do pensamento nem sombrios sarcasmos na sala de aula” dos imbatíveis Pink Floyd. Outros tempos, nem melhores nem piores que os de hoje mas com uma grande diferença: os velhotes e os professores ainda tinham direito a serem respeitados…

Enfim, apenas um momento nostálgico em mais um dia em que (felizmente) estamos a matar menos velhotes…

Tema “School”.
Original de Supertramp in Crime of the Century, © 1974
Video-clip editado por Zé Barbosa.
Legendado em Português por Zé Barbosa[1].
  1. O ficheiro de legendas foi criado com a aplicação gratuita Subtitles Edit que pode obter aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.