A Caminho da 60ª Constelação

Aproxima-se o meu aniversário…

Já festejo! Conseguir chegar à terceira-idade… Envelhecendo ao estilo de menino maroto, irreverente. Não alinhado. Nem à esquerda, nem ao centro, nem à direita. Nem a leste, nem a oeste. Nem a norte, nem a sul.

É bom planear a nossa vida e ir conseguindo preencher em pleno o nosso plano. Planeamento não é coisa estática. Ou é dinâmica ou estamos condenados ao insucesso. E no planeamento temos que prever espaço para o insucesso. E como o ultrapassar…

Comecei a beber alcool “com’ó os crescidos” aos trinta. E comecei a beber whisky com o Black Bush da Bushmills. E nem sequer é “scotch”. Mas continua a ser o meu preferido. Nem sempre a primeira vez é a pior. Esta foi a melhor mas repetida de quando em quando.


Black Bush e um cimbalino…

E não há Homem sem vícios. Sem perdições. Sem paixões. E a simplicidade de coisas como “um cimbalino e um irish” é o que nos vai fazendo felizes, tanto mais se apreciados com a paz e serenidade de um velho da terceira-idade. E este mundo não é para velhos…

Que os deuses sejam omnipacientes com quem fica…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.